Decoração: as maravilhas que o gesso pode fazer nos ambientes

O imóvel foi comprado, agora o momento é de decorá-lo. Hora de pensar em cores, móveis e estilos, uma iniciativa trabalhosa e nem sempre tão fácil. A Conceito Imóveis vai dar uma ajudinha nessa tarefa prazerosa, contando com a ajuda da designer de interiores Patrícia Antunes. Nesta semana falaremos sobre gesso. Muito em moda nos anos 90, os acabamentos em gesso reaparecem nessa década com uma nova roupagem e funções que vão além da decorativa.

Com grande diversidade de uso e um ótimo resultado estético, o gesso pode fazer maravilhas nos ambientes e torná-los mais sofisticados e aconchegantes. O gesso tem marcado presença tanto na funcionalidade quanto na decoração graças a sua versatilidade, com inúmeras opções de recortes, formatos e aplicações. Além disso, o gesso também ajuda a disfarçar pequenas imperfeições, tão comuns na construção civil, aderindo bem a tijolos, pedras e ferro.

Segundo Patrícia, o revestimento tem sido eleito como o queridinho do momento e explica o porquê do gesso ser a estrela do design nos dias de hoje. “Graças a sua plasticidade, leveza e praticidade na aplicação, o gesso permite incontáveis aplicações, que vão muito além das famosas sancas, rebaixamentos de teto, rasgos de luz e cortineiros. Atualmente, o gesso é utilizado para criar estantes, prateleiras, nichos, arcos, elementos vazados, paredes, volumetria decorativa, entre tantas outras aplicações, inclusive em formatos circulares”, pontua a designer. Além de todos esses atributos, segundo a designer, o gesso também é excelente isolante térmico, tem boa resistência ao fogo, propicia boa acústica ao ambiente e garante o equilíbrio da umidade em locais refrigerados com condicionadores de ar.

Patrícia salienta que para se obter um bom resultado no acabamento em gesso deve-se levar em consideração o tamanho do espaço, a altura do pé-direito (distância entre o chão e o teto), a disposição dos móveis e o objetivo que se quer atingir com tal aplicação. Conforme a designer, para a aplicação no teto a altura mínima do pé-direito deve ser de 2,50 metros para evitar o achatamento do ambiente. “Para os proprietários de ambientes com pé-direito igual ou inferior a 2,50 metros, o ideal é procurar alternativas de decoração na parede que impulsionem o ambiente para cima e não evidenciem a limitada estatura do ambiente”, afirma. Para finalizar, a designer indica que seja feito um bom projeto de iluminação antes da decoração em gesso para garantir o efeito desejado e a harmonia entre volumetria e iluminação, o que torna qualquer ambiente ainda mais aconchegante.

Deixe uma resposta