Nova queda da taxa Selic torna a compra de imóveis ainda mais fácil

O momento que antecede a compra de um imóvel geralmente é permeado de muitas dúvidas. Afinal, estamos falando de um grande investimento, não é mesmo? Mas se você já chegou à conclusão de que realmente precisa investir em um imóvel e isso não pode mais esperar, temos uma boa notícia: a taxa Selic voltou a baixar.

Quer saber mais sobre esse assunto? Então continue nos acompanhando e boa leitura!

O momento ideal existe?

Você com certeza já deve ter ouvido falar que nunca existirá um momento considerado como ideal para tomar qualquer tipo de decisão. Mas, se podemos te dizer uma coisa é que, se você já vem pensando há algum tempo em sair do aluguel, comprar o seu primeiro imóvel ou até mesmo em trocar de residência, o momento atual (apesar de delicado) vem se mostrando o cenário ideal.

Isso porque, de acordo com Gustavo Berto, diretor de Finanças da Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário do Paraná (Ademi-PR), nunca as taxas de juros para financiamento estiveram tão baixas no país.

Para isso, basta traçar um breve comparativo. No ano de 2016, por exemplo, a taxa de juros para financiamento habitacional variava entre 10,5% a 12% ao ano. Sendo que agora, no mês de agosto de 2020, a taxa média praticada pelos bancos é de 7%.

Aumento do poder de compra

Sem sombra de dúvidas, essa drástica redução de juros impacta e muito o poder de compra de quem deseja adquirir um imóvel, já que as prestações podem chegar a ficar até 25% mais baratas com esse cenário.

Oportunidade para investimentos

Além daqueles que desejam comprar um imóvel para residir, existem também os investidores que apostam alto nesse mercado. E para esses o cenário também é altamente favorável, já que os imóveis residenciais compõem um grande potencial de valorização.

Ou seja, não importa se você deseja adquirir seu imóvel para morar ou empreender, agora você já sabe que esse plano pode sair do papel e se tornar real. Fale com um de nossos corretores!

Deixe uma resposta