O mês rosa: vamos falar sobre o câncer de mama

O mês de outubro chegou e junto com ele uma importante campanha: Outubro Rosa, que estimula a conscientização da população sobre o câncer de mama. A Conceito Imóvel também está nesta campanha e até o final do mês terá uma iluminação rosa em sua fachada, lembrando e sensibilizando as mulheres sobre a importância do diagnóstico precoce da doença. O câncer de mama quando identificado precocemente tem chance de cura de até 95%. Já se descoberto mais tarde, esse percentual cai para 50%.

Neste ano no Brasil, o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca) estima 59,7 mil novos casos de câncer de mama e 16.370 novos casos de câncer do colo do útero, também alvo da campanha. São números impressionantes, que devem ser vistos com preocupação. O câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais incidente no mundo e o primeiro entre as mulheres. Entretanto, se for detectado em fases iniciais, em grande parte dos casos, aumenta as chances de tratamento e cura. A orientação de especialistas é que a mulher faça a observação e a autopalpação das mamas sempre que se sentir confortável para tal, sem necessidade de uma técnica específica de autoexame.

Ao fazer o autoexame, as mulheres precisam ficar atentas a qualquer alteração suspeita. Se perceberem alguma alteração, devem buscar o serviço de saúde para averiguar melhor a situação. Foi assim que Marcella Mores detectou o nódulo no sua mama. Em abril de 2017, apenas dois antes de sua mãe falecer em decorrência do câncer de mama, ela sentiu o nódulo num autoexame, que posteriormente foi confirmado maligno por exames. “Foi um susto muito grande. Um ano antes eu tinha feito uma mamografia que não tinha aparecido nada”. Devido ao tamanho do nódulo, Marcella teve que iniciar o tratamento com quimioterapia antes da retirada do tumor. Somente um ano depois de detectar o câncer que ela se submeteu a uma mastectomia bilateral. Hoje ela faz acompanhamento quanto a recidiva da doença e, devido ao tipo de câncer que desenvolveu, ainda aguardará cinco anos para a comprovação da cura.

As ações desenvolvidas em todo o Brasil no mês de outubro visam estimular as mulheres a terem atitudes como o da Marcella, a realizarem o auto exame e enxergarem a importância do acompanhamento médico e da mamografia. A faixa etária preconizada pelo Ministério da Saúde e do Inca para a mamografia é a partir dos 50 anos, com algumas exceções. Em Ponta Grossa, a Secretaria Municipal de Saúde informa que as mulheres que tiverem algum sintoma também podem procurar uma UBS para fazer o exame antes da faixa etária que é preconizada.

Clique aqui para saber mais!

Deixe uma resposta